América do Sul se tornou o novo epicentro da Covid-19 e Brasil é o país mais afetado, diz OMS

  • 22/05/2020

América do Sul se tornou o novo epicentro da Covid-19 e Brasil é o país mais afetado, diz OMS

América do Sul se tornou o novo epicentro da Covid-19 e Brasil é o país mais afetado, diz OMS

Diretor do programa de emergências da entidade reforçou, também, que a organização não recomenda o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina para tratar a doença, que já matou mais de 20 mil pessoas no Brasil.

O diretor do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, declarou nesta sexta-feira (22) que a América do Sul se tornou o novo epicentro da pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

A entidade foi questionada se estava oferecendo algum tipo de assistência direta ao Brasil, que registrou um recorde de mortes diárias na quinta-feira (21), com 1.188 mortes em 24 horas, segundo balanço do Ministério da Saúde. Mais de 20 mil pessoas já morreram no país de Covid-19.

O diretor de emergências reforçou, também, que a organização não recomenda o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina para tratar a doença.

"Nós também notamos que o governo do Brasil aprovou a hidroxicloroquina para uso mais amplo, mas ressaltamos que nossas revisões clínicas sistemáticas atuais realizadas pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e a evidência clínica atual não apoiam o uso generalizado de hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19 – não até que ensaios [clínicos] sejam concluídos e nós tenhamos resultados claros", destacou.

Ele já havia alertado que as substâncias, usadas para tratar malária e doenças autoimunes, não têm eficácia comprovada contra o novo coronavírus

Mesmo sem evidências científicas, o Ministério da Saúde aprovou, na terça-feira (19), um documento que recomendava o uso das substâncias, no SUS, para tratar a Covid-19. Depois, o documento foi modificado, mas manteve a recomendação.

Além da OMS e da Opas, especialistas brasileiros também criticaram a recomendação do governo. Eles reforçaram que os estudos científicos não comprovaram a eficácia nem da cloroquina, nem da hidroxicloroquina para a Covid-19, que elas trazem risco à saúde do paciente e que o governo não pode submeter a população "ao risco adicional de um tratamento sem garantias de segurança e eficácia".

Um novo estudo com 96 mil pacientes, publicado nesta sexta-feira (22), não encontrou benefício no uso da cloroquina contra Covid-19 e detectou risco de arritmia cardíaca.

Fonte: G1 

Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. SZA & Justin Timberlake

The Other Side

top2
2. Marília Mendonça

Graveto

top3
3. Dua Lipa

Break My Heart

top4
4. Thiaguinho

Prudente

top5
5. Lagum

Hoje Eu Quero Me Perder

Anunciantes